Tabela nutricional: Por que ler o rótulo dos alimentos?

Entender a tabela nutricional do rótulo dos alimentos é super importante na hora de fazer compras e pode ser seu aliado na busca de uma vida saudável

Quantas vezes você foi ao supermercado e ficou um bom tempo olhando para as mais diversas marcas, tipos e formas de pão integral das prateleiras sem saber qual a melhor opção para levar para casa? Não seria ótimo ter alguém para te ajudar a ler o rótulo dos alimentos e assim escolher o produto ideal?

A embalagem (também chamada rótulo) dos produtos traz a maioria das informações que você precisa saber sobre eles, mas é claro que compreender cada item ali presente faz a diferença.

Com esse guia rápido sobre o rótulo dos alimentos você conseguirá fazer as melhores escolhas na hora de fazer compras. Vamos ver, abaixo, as informações presentes na tabela nutricional e o que representa cada um dos seus componentes.

A porção

Para começar a entender o rótulo dos alimentos, o primeiro passo é olhar o tamanho da porção. Cada porção equivale a uma medida caseira, como copo, colher de sopa, xícara ou fatia, e também aparece em gramas ou mililitros. 

Vale lembrar que a quantidade de calorias e nutrientes listados no rótulo são referentes ao tamanho da porção. Por isso, preste atenção nesse item, pois os dados são sempre para uma porção, que pode ser, por exemplo, duas fatias de pão de forma ou 50 gramas. Se o hábito for consumir apenas uma fatia, o certo é dividir os valores da tabela pela metade. 

Valor energético

O valor energético é aquele que equivale às calorias (kcal). Elas representam a energia que o corpo produz a partir do consumo daquela porção de alimento. Na prática, para identifica se um alimento tem um valor alto calórico, basta pensar na seguinte regra:

Nutrientes

Para entender os nutrientes de cada alimento é preciso pensar em 5 itens essenciais:

  • Carboidratos: atuam como fonte de energia para o corpo.
  • Proteínas: Auxiliam a construir e conservar os tecidos, órgãos e células. Em doses apropriadas elas garantem a manutenção da saúde e também proporcionam a sensação de saciedade. 
  • Gorduras totais: São excelentes fontes de energia e ainda ajudam na absorção das vitaminas A, D, E e K. Esses valores apresentados na tabela nos mostra a somatória de todos os tipos de gorduras encontradas no alimento, sejam elas boas ou ruins. 
  • Gorduras saturadas: São encontradas em alimentos de origem animal como carnes, leites e derivados, entre outros. Cuidado com o consumo desse tipo de gordura, pois em grandes quantidades pode trazer riscos à saúde. 
  • Gorduras trans: Esse tipo de gordura é encontrada em grandes quantidades nos alimentos industrializados que utilizam gordura vegetal hidrogenada na preparação. São muito nocivas à saúde, portanto não existe recomendação de consumo diário e sua ingestão deve ser a mínima possível. Em diversos países seu uso na produção de alimentos é proibido. 

A porcentagem de valor diário (% VD)

A porcentagem dos valores diários (% VD) baseiam-se nas recomendações diárias de nutrientes essenciais para a média de consumo calórico da população brasileira adulta saudável, que é de 2000 calorias. É importante saber que as necessidades diárias variam de acordo com a idade, o tipo de exercício (se praticado) e o estado de saúde. 

A % VD ajuda a determinar se a quantidade de um nutriente é baixo ou alto em uma porção do alimento e também torna mais fácil fazer comparações entre os alimentos. Apenas fique atento se o tamanho das porções são semelhantes, especialmente o peso (gramas ou miligramas) de cada produto.