Beleza

Gordura marrom: aliada da perda de peso no frio

4 de julho de 2016
Gordura marrom: aliada da perda de peso no frio

Endocrinologista do HCor esclarece a função da gordura que estimula o emagrecimento

O corpo humano possui dois tipos de tecido adiposo: o branco e o marrom. A principal função do primeiro é o armazenamento de gordura, com a finalidade de reserva energética. Por outro lado, o tecido adiposo marrom tem como principal função a termogênese, que é a capacidade de queimar calorias para gerar calor, o que estimula o emagrecimento.

Segundo a Dra. RegeaneTrabulsiCronfli, endocrinologista do HCor – Hospital do Coração, em São Paulo, “na espécie humana, esse tipo de gordura é mais abundante nos recém-nascidos, porque eles não têm a capacidade de tremer – resposta do corpo para gerar calor. Entretanto, apesar de sua quantidade reduzir à medida que nos tornamos adultos e adquirimos outras formas de gerar calor, ela não desaparece totalmente” explica a endocrinologista.

Leia também: 7 dicas para comer bem no inverno e manter a boa forma

Para os adultos, a atividade metabólica da gordura marrom, quando aliada às baixas temperaturas, entre 12ºC e 19ºC, pode levar à redução do peso. Um estudo da NationalInstitutesof Health (NIH), em Bethesda, publicado na revista CellMetabolism demonstrou que aproximadamente 15 minutos de tremores físicos, provocados pelo frio, são equivalentes a uma hora de exercício aeróbico de intensidade moderada.

Para o fisiologista do esporte do HCor, Diego Barros, isso ocorre pela elevação dos níveis sanguíneos de irisina – hormônio que ajuda a queimar calorias e que gera calor para nos proteger. “Além do frio, os exercícios de repetição, por um período prolongado, contribuem para a ativação da gordura marrom, eficaz contra a obesidade, a resistência à insulina, ao diabetes e até à hipertensão”, pontua Barros.

Leia também: Conheça os alimentos que ajudama vencer a gula do frio

Nos adultos, embora em menores proporções, os depósitos de gordura marrom podem ser encontrados nas mesmas regiões em que estão localizados nos recém-nascidos. “Trabalhos científicos apontam para a presença de tecido adiposo marrom na região do pescoço, abaixo da clavícula e, também, ao longo da coluna vertebral. Ainda, indivíduos magros, jovens, mulheres e aqueles que possuem taxas baixas de glicose no sangue, são portadores de maior quantidade de tecido adiposo marrom”, esclarece Dra. Cronfli.

Contudo, é necessário seguir algumas recomendações. “Para manter o corpo bonito e saudável é necessário se consultar com profissionais para a realização de exames e investigar possíveis doenças, ter a indicação do melhor treino, além da prescrição da alimentação adequada”, finaliza o fisiologista do esporte do HCor.

Curta nossa página

Siga no Pinterest