Alimentação

O que acontece quando cortamos o carboidrato da dieta?

Atualizado em 11 de abril de 2019
O que acontece quando cortamos o carboidrato da dieta?

Dietas da moda que proíbem certos grupos de alimentos podem até funcionar, mas custam caro

Dietas da moda que restringem determinados nutrientes, prometendo milagres e tendo como “garotas propaganda” celebridades viraram tendência nos últimos anos. Neste histórico, ficou conhecida no fim dos anos 90 a “Dieta da Proteína”, desenvolvida pelo dr. Atkins, que reduzia o consumo de carboidrato na alimentação e os pacientes perdiam peso. Cerca de 20 anos depois o livro Dukan Diet foi publicado no Reino Unido e ganhou grande repercussão mundial. A “Dieta Dukan” ou “Dieta Francesa das Proteínas”, que emagreceu a princesa Kate Meddleton e mudou o corpo de Jennifer Lopez, ficou famosa na Europa, nos Estados Unidos e no Brasil.

Mas o que acontece com o nosso corpo quando restringimos o carboidrato da alimentação?

Junto com alimentos fonte de carboidrato, encontramos vitaminas e minerais importantes para o funcionamento do corpo. Desta maneira, as dietas com restrição podem acarretar carências nutricionais importantes.

Os carboidratos são a nossa principal fonte de energia. São também responsáveis por atividades corriqueiras como andar, correr e trabalhar. De acordo com o Ministério da Saúde, devemos consumir entre 50 e 60% deste nutriente por dia em nossa alimentação. Ou seja, de tudo o que consumimos por dia, pelo menos metade precisa ser fonte de carboidrato. Quando há restrição, algumas consequências comuns são dores de cabeça, stress, irritabilidade e lentidão de raciocínio.

Com o consumo adequado e equilibrado, dentro das porções recomendadas para cada um, os benefícios são claros: fornecimento de fibras, minerais e vitaminas; aumento de performance, metabolismo do corpo em harmonia e até prevenção de algumas doenças como obesidade.

Quando o objetivo é emagrecer, o mais indicado é a conversa com um nutricionista para, proporcionalmente, fazer uma redução de tudo o que é consumido ao longo do dia, sempre respeitando preferências e restrições. Quando se exclui um grupo de alimentos do dia-a-dia é provável que em longo prazo possa conduzir a uma deficiência. E o pior, levar a compulsões, fator perigoso e preditivo dos transtornos alimentares.

Leia Também

7 frutas permitidas em uma dieta lowcarb

7 frutas permitidas em uma dieta lowcarb

Macarrão pode ajudar a emagrecer

Macarrão pode ajudar a emagrecer

10 motivos para não cortar carboidratos da dieta

10 motivos para não cortar carboidratos da dieta

Emagreça comendo macarrão e pão branco

Emagreça comendo macarrão e pão branco

Dukan e Atkins: a diferença entre as dietas lowcarb

Dukan e Atkins: a diferença entre as dietas lowcarb

Curta nossa página

Siga no Pinterest