Como evitar a “maskne”, acne causada pelo uso de máscaras

As máscaras são parte importante do combate à Covid-19 , mas também podem ser causadoras do que os dermatologistas estão chamando de maskne: acne causada pelo uso prolongado de máscaras

O ano de 2020 colocou o mundo inteiro de cabeça para baixo devido a pandemia de coronavírus. De lá para cá muita coisa mudou, inclusive a forma como nos relacionamos com o ambiente à nossa volta. Por isso, sair à rua tornou- se uma tarefa cada vez mais escassa e árdua. E justamente por não poder ter contato com gotículas contaminadas de outras pessoas o uso de máscaras se tornou imprescindível para quem precisava sair de casa, seja para trabalhar ou para ir ao mercado. Afinal, quando aliadas ao distanciamento social e ao uso de álcool em gel, são elas que protegem contra a propagação do vírus. Porém, o aumento de pessoas com acne na região da máscara levou dermatologistas a ficarem de olho na chamada maskne.

Para se ter uma ideia do aumento de casos de acne nessa região da face, uma pesquisa realizada pela American Academy of Dermatology percebeu um aumento de 80% de acne em profissionais de saúde que atuaram na linha de frente contra a Covid-19 em Hubei, na China. Além disso, 70% também relataram pele seca e descamação na região.

A maskne pode ser causada por diversos fatores, mas o principal deles é o abafamento na região devido ao uso da máscara, o que impede o ar de circular e gera irritabilidade, aumentando a oleosidade na região. Contudo, ao se falar de maskne não nos referimos apenas à acne, mas sim a uma variedade de inflamações e problemas de pele, causados pelo uso da máscara de proteção.

Irritações na pele pelo uso de máscara

Geralmente a maskne é apenas uma denominação para outras várias inflamações e doenças de pele que podem ser agravadas. Isso porque o uso contínuo da máscara pode não apenas causar um quadro inflamatório, mas também causar o aumento da secreção sebácea, levando à acne, mas não só. Em outros casos também pode causar dermatite seborréia e até mesmo rosácea.

Entenda um pouco mais sobre cada um dessas condições:

  • Acne: A acne acontece quando os poros ficam entupidos com óleo, células mortas e sujeitas. Pode causar espinhas e cravos.
  • Rosácea: Esta é uma condição que provoca vermelhidão e inchaços vermelhos na pele, que podem ou não ter pus. Se você já tem rosácea, o uso de máscara pode intensificar as crises.
  • Dermatite por contato: A dermatite por contato acontece quando você é alérgico ou sensível ao material utilizado na sua máscara de proteção. Isso pode resultar em erupção na pele, juntamente com irritação e bolhas.
  • Foliculite: A foliculite, ou infecção dos folículos capilares, causa saliências que parecem acne. Você também pode sentir coceira ou dor.

Como melhorar a maskne?

É importante lembrar que o uso da máscara é obrigatório em algumas regiões e uma das únicas formas de prevenção contra o coronavírus. Portanto, seu uso não deve ser evitado, muito pelo contrário. Mas, caso você sinta alguns desses sintomas, é importante procurar a ajuda de um dermatologista. Desta forma ele poderá te orientar melhor sobre o que fazer em cada um dos casos e como prevenir o surgimento de alguma dessas condições.

Porém, enquanto o atendimento com o médico não acontece, algumas coisas podem ser feitas em casa para aliviar os sintomas.

Lave o rosto regularmente

Durante a pandemia é importante continuar com as suas rotinas de higiene do rosto. Isso inclui:

  • Lave o rosto pela manhã
  • À noite, lave o rosto antes de dormir
  • Lave o rosto depois de suar com o uso da máscara de proteção

Lembre-se sempre de lavar bem as mãos antes de lavar o rosto. Também é importante não esfregar a toalha na hora de secar, o melhor é dar leves batidinhas para evitar irritações.

Use um sabonete apropriado para o rosto

O sabonete que usamos para lavar as mãos geralmente não é o mesmo recomendado para ser usado na região da face. O ideal é comprar um sabonete específico para o rosto que pode ajudar a remover o excesso de óleo, suor e bactérias. Mas atenção, evite produtos de limpeza que contenham álcool ou perfume.

Evite maquiagem enquanto estiver de máscara

O melhor é evitar utilizar produtos como base, corretivo e blush enquanto você estiver de máscara. Afinal, esses produtos podem ajudar a entupir os poros e prolongar o tempo de cicatrização caso você esteja com alguma irritação na pele.

Escolha a máscara correta

Para evitar problemas de pele, esteja atento ao tipo de máscara que usa. Procure sempre por máscaras de proteção que:

  • Se encaixem perfeitamente no seu rosto, mas que não fiquem muito apertadas
  • Tenham duas ou mais camadas de tecido para ajudar na proteção
  • Procure opções feitas com tecido natural e macio, como algodão
  • Evite máscaras feitas a partir de tecidos sintéticos como náilon, já que estes materiais podem irritar a pele

Fonte: Healthline