Movimento

Como adotar uma rotina de exercícios sem sacrifício?

Atualizado em 6 de julho de 2019
Como adotar uma rotina de exercícios sem sacrifício?

Se você inventa qualquer desculpa para não treinar, aprenda a fazer disso algo prazeroso

O sedentarismo, como já é sabido, é causa de comorbidades que estão entre as mais graves do país e do mundo, como diabetes e problemas coronarianos.

Mas se você é do tipo que detesta se mexer, não se preocupe, há salvação. Veja as dicas do educador físico Marcelo Santana, Coordenador da Planet Sport Academia.

Por que os exercícios físicos são associados ao sacrifício e não a algo prazeroso?

Tudo que muda nossa rotina, inicialmente colocamos como obstáculo e não pensamos no que pode nos trazer de benefícios ou vantagem. Por isso, sair da zona de conforto gera turbulência e não seria diferente na atividade física. As pessoas não querem aceitar que precisam se cuidar, muito também por questão de padrão imposto pela sociedade de corpo perfeito, no qual deveríamos pensar em qualidade de vida.

Acredito que todos pensam em atividade física com resultado, em algo de sacrifício e, na verdade, o radicalismo na atividade física não é algo sustentável.

Como é possível inserir uma rotina de atividade físicas no cotidiano de maneira agradável?

Tempo é algo precioso hoje. Uma grande vantagem que prego para meus alunos é que podemos ter resultados em treinos rápidos e intensos (30 a 40 min).

Precisamos incluir em nossa rotina atividades que se encaixam em nossa agenda. Escutei por inúmeras vezes frequentadores de academia reclamando que tinham que ficar 1h30 até 2hrs na academia treinando, mas e se o tempo não for mais problema e virar solução?

Outra dica são as amizades que podemos fazer na academia e, isso, é uma excelente ferramenta para novos amigos ou colegas de treino, isso motiva muito!

Qual é o papel do educador físico para incentivar o aluno preguiçoso ou que não gosta de treinar?

Primeiro lugar é conscientizar o aluno que você está ali para ajudar e algum motivo o levou até academia. No meu caso, tive grandes exemplos de professores que trabalhavam a inclusão de todos os que estavam ali no ambiente da musculação.

Essa neutralidade do professor em não fazer diferença entre gordinhos, magrinhos, bonito ou feio é algo maravilhoso e marca a todos envolvidos de maneira positiva. O profissional precisa ser sincero no seu papel, porque isso é transmitido para o aluno. Um professor atencioso, simpático e educado no ambiente vaidoso da academia é algo milagroso para retenção dos alunos.

Dicas para não fugir do treino e inventar desculpas para não se exercitar.

Coloque como compromisso de vida, afinal de contas a musculação (no meu caso) é o único esporte que te permite carregar o sucesso dos resultados pelas ruas. Faça atividades que te motivam, se não gosta da musculação não adianta ficar 5x na semana na musculação…faça uma programação: 2 vezes musculação, 2 vezes dança, 1 vez corrida e por aí vai, só um exemplo, mas faça o que gosta.

Leia Também

Exercícios educativos no treinamento para corrida

Exercícios educativos no treinamento para corrida

Quer treinar sem se machucar? Aprenda aqui

Quer treinar sem se machucar? Aprenda aqui

10 motivos para começar a treinar já

10 motivos para começar a treinar já

Os 6 melhores exercícios para praticar após os 40

Os 6 melhores exercícios para praticar após os 40

Treino de alta intensidade: conheça os benefícios

Treino de alta intensidade: conheça os benefícios

Curta nossa página

Siga no Pinterest