Treinamento funcional também beneficia o cérebro

Atividade auxilia a perder peso, definir músculos, ganhar condicionamento e trabalha os dois hemisférios do cérebro

Praticado desde a Antiguidade e aprimorado nos Estados Unidos (nas academias de Los Angeles), o objetivo dessa técnica é treinar o corpo para movimentos naturais como pular, correr e caminhar, por exemplo. Eficaz na queima de gorduras, o treinamento funcional trabalha o corpo, como um todo, e até a mente. O resultado é diversas melhorias na saúde do praticante.

Esse tipo de exercício é ideal para quem não gosta de movimentos repetitivos. Além disso, é possível treinar ao ar livre como na areia da praia. Os exercícios são planejados de acordo com as necessidades de quem pratica. Por exemplo, quem trabalha sentado o dia inteiro não precisa fazer os mesmos movimentos de quem o trabalho demanda mais esforço físico.

A modalidade emagrece, define os músculos, faz bem ao coração, reduz o percentual de gordura corporal, desenvolve o condicionamento físico, aumenta a resistência, força e agilidade, garante flexibilidade, trabalha os dois hemisférios do cérebro e pode ser praticada por qualquer pessoa.

Vale lembrar que para tirar o máximo proveito desse tipo de exercício, é recomendado que um profissional experiente e qualificado oriente os treinos. O personal trainer é quem normalmente avalia e define, junto com os praticantes, os objetivos e necessidades. Com o aumento de adeptos do treinamento funcional, algumas academias também estão oferecendo as aulas.