Equilíbrio

As habilidades sociais que você precisa para atingir o sucesso

Atualizado em 16 de abril de 2019
As habilidades sociais que você precisa para atingir o sucesso

O inferno são os outros, mas aprender a dissipar essa fobia social, timidez ou misantropia pode ser uma das chaves para o sucesso profissional e pessoal

As habilidades das pessoas são uma parte essencial do trabalho, da vida e do sucesso social. Quando você tem fortes habilidades de pessoas, você é mais capaz de:

  • Vender o seu peixe
  • Superar a ansiedade social
  • Comunicar suas ideias
  • Influenciar os outros positivamente

O que são habilidades sociais?

As habilidades sociais são as ferramentas que você usa para se comunicar e interagir efetivamente com os outros. Indivíduos com fortes habilidades sociais são capazes de prever comportamentos, relacionar-se com os outros e socializar facilmente.

Essas capacidades de socialização também são conhecidas como habilidades interpessoais, inteligência emocional e inteligência interpessoal. Pesquisas apontam que pessoas com habilidades sociais fortes ganham em média US $ 29.000 a mais por ano.

Muitas vezes as pessoas dizem quanto lutam para socializar e estar perto de pessoas. Quer se trate de ansiedade social, ou de não saber ler corretamente as outras pessoas, há maneiras pelas quais podemos aprender e nos impulsionar, o que pode beneficiar muito as nossas interações com os outros. Se pudermos melhorar essas interações, poderemos melhorar ainda mais nossa vida social, nossa vida profissional e nossos relacionamentos.

Veja como melhorar as habilidades sociais no trabalho e em qualquer outro lugar e viva melhor, com as dicas da psicóloga Dr. Nikki Martinez.

1 – Aprender a compreender a linguagem corporal

Estamos cientes de que 97% da comunicação não é falada. Isso significa que essa comunicação está na nossa aparência, nossa linguagem corporal e o modo como nos comportamos. As pessoas podem lutar tanto com sua capacidade de ler o que essas qualidades significam nos outros, quanto com sua consciência pessoal dos sinais que estão emitindo para os outros.

Há muitas coisas que estamos fazendo que desconhecemos. Aprender as “microexpressões” de outras pessoas, que são sinais sutis de mudanças de humor, bem como suas grandes e mais óbvias mudanças nas expressões, nos ajuda a entender os outros muito mais.

2 – Como nos comportamos em uma conversa

Esta é uma área importante na qual muitas pessoas também não pensam o suficiente. Eles podem aprender sobre a empresa, eles podem se preparar para respostas a perguntas comuns, mas o que eles não conseguem fazer é pensar sobre as habilidades sociais que estão apresentando durante uma entrevista. Diz-se que um entrevistador decide dentro dos primeiros 60 segundos após se encontrar com você se realmente o considera para uma posição ou não. Uma grande parte disso é o conjunto de habilidades sociais e linguagem corporal. Se nós entrarmos com um aperto de mãos fraco, falta de contato visual, muitos “hums e ahs”, bem como parecer genuinamente desconfortável durante a entrevista, estaremos nos preparando para uma rejeição. Se nos aproximamos com um aperto de mão firme, bom contato visual e um ar de confiança, temos uma chance muito maior de sermos contratados.

3 – Tenha alguns tópicos de reserva

Essa é uma grande habilidade para aprender para aqueles com ansiedade social e medo de novas situações sociais. Se você se sentir desconfortável em novas situações sociais, se estiver preocupado com o fato de não ter nada que contribua para uma conversa, ou se a conversa fiada o deixar nervoso, basta ter algumas boas conversas ou histórias de reserva. Isso ajudará a evitar silêncios constrangedores, envolver o grupo e fazer com que você se sinta mais confiante em situações como essa no futuro e ver que você realmente possui as habilidades necessárias.

4 – Aprenda a ser um ouvinte ativo

Essa é uma habilidade importante a ser desenvolvida. Se não aprendermos a ser bons ouvintes e mostrarmos genuíno interesse pelos outros, não iremos longe em múltiplas áreas de nossas vidas. Quais são alguns bons sinais de escuta ativa? Faça um bom contato visual com a pessoa, repita sua compreensão, parafraseie o que ela lhe disse, ou expresse seu entendimento e interesse comuns sobre o que ela está dizendo. Uma pobre habilidade de ouvir é estar esperando que eles parem de falar para dizer o que você vai dizer de qualquer maneira. Isto não é sobre competição, isto é sobre deixá-los saber que eles são ouvidos e que você está interessado. Obtenha ajuda profissional para aprimorar essa habilidade, se necessário.

5 – Desligue-se de distrações externas

Estamos tão “conectados” nos dias de hoje, por telefone, iPad, TV e rádio, que podemos perder a conexão que temos com a verdadeira conversa devido a uma série de distrações externas. Quantas vezes não vemos grupos de pessoas fazendo uma refeição “juntas” e eles estão todos em seus telefones.

Para realmente se envolver com as pessoas com quem você está, e as experiências que está tendo, desde o simples jantar até as férias, você precisa fazer se desligar um pouco da tecnologia e tentar se conectar verdadeiramente com as pessoas e os lugares ao seu redor. Você ficará surpreso com o quanto mais conectado e o quanto mais agradável a experiência se torna quando você coloca o telefone no bolso e escuta a pessoa que está à sua frente, ou olha em volta para o mundo ao seu redor. Conecte-se com o mundo, não com a tecnologia, e você melhorará muito suas habilidades sociais e sua vida.

Fonte: Huffington Post

Leia Também

5 indícios de que você sofre com a síndrome do impostor

5 indícios de que você sofre com a síndrome do impostor

A melhor meta é não ter meta nenhuma?

A melhor meta é não ter meta nenhuma?

Quer motivar alguém? Não dê conselhos, peça

Quer motivar alguém? Não dê conselhos, peça

Reciclagem emocional: viva melhor e mais feliz

Reciclagem emocional: viva melhor e mais feliz

Curta nossa página

Siga no Pinterest