Relacionamento

Distúrbio alimentar comum em crianças pode passar despercebido

21 de abril de 2016
Distúrbio alimentar comum em crianças pode passar despercebido

Aquela criança chata para comer pode ter um problema maior e mais sério do que parece

Crianças costumam ter muitos problemas com comida. A “chatice” para comer em um determinado período da vida das crianças é quase normal e costuma melhorar com o crescimento.
Mas quando as limitações aumentam com o tempo, isso pode significar o que é chamado de transtorno alimentar restritivo/evitativo (TARE), um termo cunhado e adicionado ao dicionário de desordens mentais em maio de 2013.

Esse distúrbio é diferente de outros transtornos alimentares como anorexia nervosa, porque não tem a ver com a imagem corporal distorcida ou um desejo de perder peso. Ele se caracteriza pela recusa progressiva de ingestão de alguns tipos de alimentos.

Além disso, a maioria das pessoas diagnosticadas com o transtorno são crianças. Os sintomas parecem ser causados por algo que aconteceu na primeira infância, como asfixia, vômitos, uma relação ruim com uma babá, creche ou escolinha e até problemas psicossociais, como depressão ou ansiedade.

A percentagem de meninos com TARE é mais elevada do que outros distúrbios alimentares, mas, ainda assim, a maioria das crianças diagnosticadas (70%) são do sexo feminino.

A Dra. Debra Katzman, do Hospital for Sick Children, no Canadá, aforma que isso vai além da “chatice para comer” e é algo muito desafiador para a classe médica, pois é complicada para tratar, e deve abordar tanto os aspectos médicos quanto questões psicossociais.

Se não tratada, as crianças e adolescentes podem ter complicações graves em um longo prazo. Cerca de 13% dos pacientes atendidos em programas de transtorno alimentar pediátrico são diagnosticados com TARE.

A conscientização sobre a doença é importante para que problemas maiores sejam evitados em um futuro próximo. Conversar e procurar ajuda é o primeiro passo para garantir que crianças com dificuldades se tornem adultos mais saudáveis.

Curta nossa página

Siga no Pinterest