Saúde

Isotônico é para qualquer um?

2 de agosto de 2016
Isotônico é para qualquer um?

Repositores eletrolíticos, ou isotônicos, podem ser consumidor a qualquer hora e por qualquer pessoa?

 

Durante a atividade física controlamos a temperatura do nosso corpo por meio do suor ou evaporação, dissipando o calor através da pele. A nutricionista Aline Fregozzi, que faz parte do time de nutricionistas da Planet Sport Academia, afirma que, com isso, pode ocorrer perda de líquidos e, caso essa perda não seja reposta da maneira adequada, pode levar o atleta a um estado de desidratação. “Durante exercícios com duração inferior a uma hora, há pouca evidência de que haja diferenças fisiológicas em termos de desempenho caso sejam consumidos líquidos com carboidratos e eletrólitos ou água pura”, informa.

Sendo assim, as bebidas hidroeletrolíticas são recomendadas de acordo com a intensidade e tempo de duração do exercício. Médicos também podem recomendar em caso de desidratação severa causada por problemas gastrointestinais.

Leia também: Prática de exercícios físicos tem efeito anti-inflamatório

Segundo a profissional, os isotônicos ou repositores hidroeletrolíticos são indicados para praticantes de atividade física que realizem exercícios intensos por mais de uma hora na quantidade de 150ml a 250ml por hora. “Quanto aos efeitos indesejáveis devemos considerar primeiramente o risco de desenvolvimento de hipertensão arterial e outras doenças crônicas em praticantes de atividade física com menos de uma hora de duração, pois como nesse caso o sódio não é necessário para reposição, visto que não houve perda, o mesmo é somado ao sódio da alimentação, excedendo a quantidade diária.

 

Restrições

O ganho de peso pode ocorrer se houver o consumo excessivo e rotineiro, pois a bebida é rica em carboidratos (açúcar) na composição. A nutricionista explica, ainda, que além das restrições para portadores de hipertensão arterial e diabetes, visto que a bebida possui sacarose, não existe contraindicação para a idade, desde que a pessoa esteja fora destes fatores de risco citados. Crianças só deverão consumir em casos de prescrição médica ou se forem atletas.

Leia também: Falta de carboidrato pode afetar a autoestima

 

Erros

Aline Fregozzi conta que o erro mais comum é o consumo da bebida somente durante o treino ou competição, pois nesses dias deve-se tomar um copo de isotônico dez minutos antes do início do exercício, para começar a atividade já hidratado e com energia, pois o sódio e o potássio encontrados na bebida otimizam a hidratação. De maneira geral, a nutricionista diz que sempre deve-se consumir as bebidas eletrolíticas antes, durante e após a atividade. “Importante lembrar no caso de um atleta devemos avaliar seu tipo de atividade para falarmos na quantidade adequada de eletrolíticos”, completa.

Curta nossa página

Siga no Pinterest