Saúde

10 alimentos ricos em zinco e sua importância

Atualizado em 22 de fevereiro de 2019
10 alimentos ricos em zinco e sua importância

Mineral ajuda a combater a obesidade e é essencial para o metabolismo e imunidade

O zinco não é um dos nutrientes mais citados quando falamos sobre a alimentação, mas é essencial para a manutenção do sistema imunológico e para o bom funcionamento do metabolismo.

Segundo a Dra. Sylvana Braga, nutróloga, o mineral atua na liberação do hormônio de crescimento, estimula a atividade normal da insulina, colabora no bom funcionamento do sistema imunológico, participa da síntese e degradação dos carboidratos, lipídios e proteínas, e tem função antioxidante. Sua maior concentração está no fígado, pâncreas, ossos e músculos.

O mineral também tem participação no controle do apetite, já que regula a produção e secreção da leptina, hormônio produzido pelo organismo para esta função, responsável por armazenar a gordura e indicar ao fígado o trabalho que ele deve fazer. Assim a substância produzida acaba elevando a queima calórica ao mesmo tempo em que diminui a ingestão alimentar. Sabe-se que em indivíduos obesos os níveis de leptina são cerca de cinco vezes maiores que os encontrados em pessoas magras.

Leia também: Como perder peso de maneira segura ao amamentar?

Ela acrescenta que a deficiência de zinco reduz os níveis de leptina, enquanto o excesso desse hormônio reduz a taxa do mineral no sangue, por isso, sugere-se à pacientes obesos o acréscimo de zinco em uma dieta com restrição no consumo de calorias para reduzir a gordura corporal.

Uma alimentação rica em fibras pode diminuir a absorção deste micronutriente, que compete com o cálcio, o ferro e o fósforo.

Conheça a lista dos alimentos mais ricos nesse mineral e sua quantidade a cada 100g do alimento:

    1. Ostras – 78,6g (524% do valor diário recomendado)
    2. Gérmen de trigo – 16,7mg (111% do valor diário)
    3. Carne vermelha 12,3mg (82% do valor diário)
    4. Espinafre – 0,8mg (5% do valor diário)
    5. Semente de abóbora – 10,3mg (69% do valor diário)
    6. Castanha de caju – 5,6mg (37% do valor diário)
    7. Cacau e chocolate – 6,8mg (45% do valor diário)
    8. Carne de porco e frango – 5mg (33% do valor diário)
    9. Feijão – 5,7mg (39% do valor diário)
    10. Champignons – 0,9mg (6% do valor diário)

Outros alimentos ricos no mineral são fígado, ricota, amendoim, queijo, arroz integral, nozes, castanhas, amêndoas, leite e ovos.

Leia Também

Exercícios podem ser uma maneira de diminuir a pressão alta

Exercícios podem ser uma maneira de diminuir a pressão alta

Probióticos e prébióticos: O que são e o como ajudam a nossa saúde?

Probióticos e prébióticos: O que são e o como ajudam a nossa saúde?

Beba 8 copos de água por dia e seja mais saudável

Beba 8 copos de água por dia e seja mais saudável

Bursite no quadril: saiba o que é e como aliviar

Bursite no quadril: saiba o que é e como aliviar

Dores de cólica fortes? Isso pode ser um sintoma de endometriose

Dores de cólica fortes? Isso pode ser um sintoma de endometriose

Curta nossa página

Siga no Pinterest