Saúde

10 alimentos ricos em zinco e sua importância

Atualizado em 22 de fevereiro de 2019
10 alimentos ricos em zinco e sua importância

Mineral ajuda a combater a obesidade e é essencial para o metabolismo e imunidade

O zinco não é um dos nutrientes mais citados quando falamos sobre a alimentação, mas é essencial para a manutenção do sistema imunológico e para o bom funcionamento do metabolismo.

Segundo a Dra. Sylvana Braga, nutróloga, o mineral atua na liberação do hormônio de crescimento, estimula a atividade normal da insulina, colabora no bom funcionamento do sistema imunológico, participa da síntese e degradação dos carboidratos, lipídios e proteínas, e tem função antioxidante. Sua maior concentração está no fígado, pâncreas, ossos e músculos.

O mineral também tem participação no controle do apetite, já que regula a produção e secreção da leptina, hormônio produzido pelo organismo para esta função, responsável por armazenar a gordura e indicar ao fígado o trabalho que ele deve fazer. Assim a substância produzida acaba elevando a queima calórica ao mesmo tempo em que diminui a ingestão alimentar. Sabe-se que em indivíduos obesos os níveis de leptina são cerca de cinco vezes maiores que os encontrados em pessoas magras.

Leia também: Como perder peso de maneira segura ao amamentar?

Ela acrescenta que a deficiência de zinco reduz os níveis de leptina, enquanto o excesso desse hormônio reduz a taxa do mineral no sangue, por isso, sugere-se à pacientes obesos o acréscimo de zinco em uma dieta com restrição no consumo de calorias para reduzir a gordura corporal.

Uma alimentação rica em fibras pode diminuir a absorção deste micronutriente, que compete com o cálcio, o ferro e o fósforo.

Conheça a lista dos alimentos mais ricos nesse mineral e sua quantidade a cada 100g do alimento:

    1. Ostras – 78,6g (524% do valor diário recomendado)
    2. Gérmen de trigo – 16,7mg (111% do valor diário)
    3. Carne vermelha 12,3mg (82% do valor diário)
    4. Espinafre – 0,8mg (5% do valor diário)
    5. Semente de abóbora – 10,3mg (69% do valor diário)
    6. Castanha de caju – 5,6mg (37% do valor diário)
    7. Cacau e chocolate – 6,8mg (45% do valor diário)
    8. Carne de porco e frango – 5mg (33% do valor diário)
    9. Feijão – 5,7mg (39% do valor diário)
    10. Champignons – 0,9mg (6% do valor diário)

Outros alimentos ricos no mineral são fígado, ricota, amendoim, queijo, arroz integral, nozes, castanhas, amêndoas, leite e ovos.

Leia Também

Pesquisa associa produtos de higiene a osteoporose

Pesquisa associa produtos de higiene a osteoporose

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

É possível ser viciado em comida?

É possível ser viciado em comida?

Anda dormindo mal? Sua dieta pode desregular sono

Anda dormindo mal? Sua dieta pode desregular sono

25 formas simples de adotar um estilo de vida saudável

25 formas simples de adotar um estilo de vida saudável

Curta nossa página

Siga no Pinterest