Saúde

11 coisas que parecem ruins para a dieta, mas não são

Atualizado em 22 de março de 2017
11 coisas que parecem ruins para a dieta, mas não são

Alguns alimentos demonizados por quem faz dieta podem ser mais saudáveis e inofensivos do que se pensa

 

Dietas são cercadas de mitos, inverdades e informações cuja fonte não é confiável. Além disso, a ciência sempre nos presenteia com novas descobertas acerca do que pode nos fazer perder ou ganhar peso.

 

1. Glúten

O mito: à medida em que mais e mais pessoas aderem a uma dieta sem glúten, é natural nos perguntarmos se existe um fundamento para isso, se a intolerância ao glúten tem aumentado e ficado mais comum ou se ficamos paranóicos.

 

Por que é falso: Apenas cerca de 1% das pessoas em todo o mundo têm a doença celíaca, a doença genética rara que torna as pessoas intolerantes ao glúten, de acordo com a Celiac Disease Foundation. Para a maioria do resto de nós, este ingrediente é simplesmente delicioso e inofensivo.

 

2. Ovos

O mito: as quantidades maciças de colesterol nos ovos se transformarão em uma quantidade maciça de colesterol em suas veias.

 

Por que é falso: Mesmo que os ovos sejam ricos em colesterol (um único ovo contém aproximadamente 185 mg), comê-los provavelmente não vai se traduzir em maior colesterol no sangue.

3. Cafeína

O mito: cafeína inibe seu crescimento e acaba com a sua saúde.

 

Por que é falso: De acordo com a Clínica Mayo, o adulto médio pode com segurança consumir até 400 mg de cafeína por dia. A maioria dos copos de café padrão contém entre 90 e 120 mg.

4. Água com gás

O mito: muitas pessoas se preocupam com o fato de bolhas causarem cálculos renais, deficiência de cálcio nos seus ossos e até mesmo tirar o esmalte dos dentes.

 

Por que é falso: O material borbulhante é tão bom para você como água pura, segundo Jennifer McDaniel, nutricionista especialista em dietética esportiva. “Água com gás é feita pela dissolução de dióxido de carbono na água, criando ácido carbônico”, escreveu Spector. “Este processo apenas adiciona bolhas – não adiciona açúcar, calorias ou cafeína. Água tônica, soda clube e água mineral são todos os tipos de água carbonatada, mas estes adicionaram sódio, vitaminas ou adoçantes, por isso é importante ler o rótulo.”

 

5. Comidas gordurosas

O mito: Alimentos gordurosos como abacate e azeite farão você engordar.

 

Por que é falso: Embora faça sentido intuitivo, este mito não é suportado pela pesquisa científica. Recentes estudos por trás das diretrizes dietéticas que sugerem reduzir a gordura descobriram que não havia evidências para apoiar essas regras, em primeiro lugar. No livro “Eat Fat, Get Thin”, de Mark Hyman, diretor do Centro de Medicina Funcional da Cleveland Clinic, fala sobre como ele incorporou gorduras saudáveis de alimentos como peixe e nozes em sua dieta para perder peso.

6. Queijo

O mito: alguns meios de comunicação informaram que o queijo “é como crack” porque é “tão viciante quanto drogas”.

 

Por que é falso: vários pesquisadores da Universidade de Michigan pediram que as pessoas informassem quais alimentos em uma lista tinham mais dificuldade em cortar ou comer moderadamente. Queijo estava numa posição mediana. No entanto, como a pizza, um alimento de queijo, foi classificada no topo da lista, as pessoas especularam que o queijo foi o culpado.

 

7. Adoçantes artificiais

O mito: Edulcorantes artificiais como Splenda e Equal causam câncer.

 

Por que é falso: A Food and Drug Administration avaliou centenas de estudos sobre sucralose (Splenda), aspartame (Equal), sacarina (Sweet’N Low) e muito mais. Até agora, considerou todos eles seguros. Dito isto, algumas pesquisas preliminares sugerem que adoçantes artificiais podem não satisfazer seu desejo de doces e, portanto, não serem eficazes para restringir a sua ingestão de açúcar em geral.

 

8. Alimentos geneticamente modificados

O mito: Os organismos geneticamente modificados causam câncer e estragos no meio ambiente.

 

Por que é falso: as colheitas alimentos modificados foram estudadas extensamente e um relatório recente das academias nacionais das ciências, da engenharia, e da medicina encontrou que não estão colocando qualquer risco maior ao ambiente do que as colheitas regulares. Também não encontrou nenhuma evidência de que eles são menos seguros para comer do que os alimentos convencionais. Vale lembrar que geneticamente modificados e transgênicos são coisas diferentes.

 

9. Sal

O mito: O sal causa problemas cardíacos e ganho de peso.

 

Por que é falso: A ciência sobre se comer sal com moderação tem um efeito líquido negativo ou positivo sobre a nossa saúde é um pouco obscura. No entanto, uma análise de 2011 de sete estudos envolvendo mais de 6.000 pessoas publicadas no American Journal of Hypertension não encontrou nenhuma evidência forte de que a redução do sal diminuiu o risco das pessoas de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral ou morte.

 

10. Carboidratos

O mito: Carboidratos – incluindo arroz, pão, cereais e batatas – contribuem para o ganho de peso.

 

Por que é falso: Embora seja uma boa ideia limitar a ingestão de carboidratos processados como pão branco, arroz branco e massa branca, nem todos os carboidratos são ruins para você. Alguns são saudáveis e uma grande fonte de energia. Como as batatas, por exemplo, ricas em potássio e vitamina C, com quase 4 gramas de fibra se você consumi-las com as cascas.

Leia Também

Pesquisa associa produtos de higiene a osteoporose

Pesquisa associa produtos de higiene a osteoporose

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

É possível ser viciado em comida?

É possível ser viciado em comida?

Anda dormindo mal? Sua dieta pode desregular seu sono

Anda dormindo mal? Sua dieta pode desregular seu sono

25 formas simples de adotar um estilo de vida saudável

25 formas simples de adotar um estilo de vida saudável

Curta nossa página

Siga no Pinterest