Movimento

Os 12 maiores benefícios da prática de Pilates

Atualizado em 4 de abril de 2019
Os 12 maiores benefícios da prática de Pilates

Modalidade é sucesso e tem como objetivo alinhar bem-estar físico e mental a hábitos saudáveis

O Pilates é um sucesso inegável. A prática é mais do que uma atividade física para o tônus, é uma ferramenta para o bem-estar geral. Joseph Pilates, seu criador, elaborou 6 princípios que norteiam o método e que trazem muitos benefícios à saúde: Concentração, Centralização, Controle, Respiração, Precisão e Fluidez que são usados durastes todos as aulas. Entre uma infinidade de benefícios, a Profa Dra Eliane Coutinho relaciona os 12 principais benefícios do método Pilates.

1. Ganho da Flexibilidade

A flexibilidade se perde ao longo do tempo por falta de estímulo, acarretando prejuízos musculares e articulares. Promover músculos flexíveis é um grande benefício que o método Pilates proporciona a seus praticantes, independente da idade os efeitos são inquestionáveis. A flexibilidade previne doenças articulares e dores musculares, pois músculos flexíveis permitem que as articulações sejam menos comprimidas e sobrecarregadas e consequentemente mais móveis e sem limitação é dor.

2. Ganho de Força muscular

O método Pilates proporciona o ganho de força de forma organizada e sem sobrecargas em todos os músculos do corpo e esse benefício ocorre devido a um recrutamento muscular máximo, ou seja, um maior número de fibras em contração durante os exercícios. Esse recrutamento, essencial para o ganho de força, é potencializado pela concentração, princípio do método, durante os exercícios.

É muito importante a prática correta dos exercícios de Pilates, para obter-se o benefício do ganho de força em todas as fases da vida, mas em especial após os 30 anos, pois é nessa fase que inicia-se o decréscimo da força muscular.

3. Estabilidade Articular

A estabilidade articular é extremamente importante para que o indivíduo tenha completo desempenho em todas as suas atividades diárias. Uma articulação estável é uma articulação sem frouxidão. O que promove essa estabilidade articular é a força dos músculos que sustentam cada articulação.

4. Pilates Emagrece

O processo de emagrecimento se dá por meio de com conjunto de atitudes e práticas e a prática do método Pilates contribui para perda de peso. Em especial o método Pilates beneficia as pessoas que não gostam de praticar atividade, estimulado o prazer pela prática de exercício físico, o que é essencial para o processo saudável de emagrecimento. O principal benefício é estimular a produção do hormônio do prazer, serotonina, para assim estimular o prazer pela prática de uma atividade física saudável. O método Pilates contribui para o emagrecimento sem sobrecargas de forma saudável e prazerosa.

5. Diminuição do Estresse e Ansiedade

Atualmente, o estilo de vida dos indivíduos aumenta significativamente os níveis de ansiedade, estresse e de depressão. Contudo, estudos científicos comprovam que a prática de exercícios físicos controla esses distúrbios psicoemocionais cada vez mais frequentes na sociedade contemporânea.

Como o Pilates conecta o corpo com a mente durante os exercícios, há um desligamento dos causadores desses distúrbios, com o aumento do prazer durante o exercício e da produção da serotonina. Com isso, os alunos ficam menos ansiosos, mais focados e tranquilos.

6. Pré e Pós-parto

Com a prática do método é possível evitar edemas de extremidades, dores lombares, fadiga, dores muscular, dispneia, câimbras, stress e até depressão durante os três trimestres de gestação, uma vez que o Pilates tem como filosofia trabalha a futura mãe como um todo, integrando mente e corpo. O Pilates também melhora a frequência cardíaca da gestante, estabilizando os batimentos cardíacos o que possibilita uma gestação com menos aceleração cardíaca e melhor desempenho nas atividades diárias. Também melhora o sono pela diminuição da ansiedade, pelo alongamento e relaxamento muscular durante a prática.

7. Artrose

A artrose é um processo degenerativo articular que causa dores e perda de movimento. O método Pilates tem como principal função aumentar os espaços intra-articulares, por meio do ganho de flexibilidade e estabiliza as articulações e do ganho de força muscular. O método ainda trabalha as articulações de forma preventiva, ou seja, o Pilates é capaz de fortalecer e alongar os músculos, estabilizando as articulações e prevenindo o processo de sarcopenia (atrofia muscular) e sobrecarga que ocorre durante o envelhecimento.

8. Pilates na Escoliose

Os desvios posturais são muito comuns durante a infância (entre 10 e 12 anos), em especial a escoliose e a hipercifose, que é uma alteração do alinhamento da coluna. A escoliose caracteriza-se por uma torção da coluna vertebral, sendo assim, é um desvio tridimensional. Porém, antes de nos atermos à escoliose, faz-se necessário diferenciar a escoliose propriamente dita da chamada atitude escoliótica. O Pilates tem o objetivo reorganizar o eixo da coluna vertebral, tratando o desequilíbrio muscular, a alteração da imagem postural, a fraqueza e o encurtamento muscular, por meio da flexibilização e fortalecimento dos músculos superficiais e profundos dos músculos do tronco.

9. Hipercifose

A hipercifose é uma deformidade comum em todas as faixas etárias, tendo como causa os posicionamentos posturais inadequados agravados pelo desenvolvimento tecnológico, como o uso dos celulares, tabletes e computadores. Essa deformidade é agravada por dores na coluna cervical, nos ombros, nas escápulas podendo estender-se por toda a coluna vertebral. O método Pilates traz o benefício do reequilíbrio postural devolvendo a força muscular superficial e profunda do tronco, organizando o posicionamento das escápulas, dos ombros, da cervical e da cabeça. Os exercícios de Pilates visam reorganizar biomecanicamente a coluna, fortalecer os músculos posturais e devolver uma postura com curvaturas equilibradas.

10. Coordenação e Equilíbrio

Ao longo da vida, o indivíduo perde a capacidade de coordenar os movimentos e o equilíbrio. Essa perda pode ser decorrente de doenças neurológicas ou apenas da perda de massa muscular, chamada de sarcopenia. Para manter a coordenação é necessário a execução de padrões motores em todas as amplitudes e planos de movimentos. Dessa forma, o Pilates desenvolve, treina e reabilita a coordenação motora, associando movimentos de membros superiores e membros inferiores. Trabalhando movimentos associados, gerando benefícios, como o ganho de coordenação e equilíbrio.

11. Pilates na Hérnia de Disco

A hérnia de disco é considerada uma das doenças que mais causam afastamento no trabalho, pois acarreta uma grande debilidade motora. É o diagnóstico mais comum dentre as alterações degenerativas da coluna lombar (acomete 2 a 3% da população) e a principal causa de cirurgia de coluna na população adulta. Hoje, o método Pilates pode tratar o indivíduo deixando-o sem dor e funcional. O método trata desde a fase inicial da doença, estabilizando-a e controlando o quadro de dor, até a fase crônica, na qual é preciso estabilizar e mobilizar a coluna para que esta ganhe flexibilidade, diminua sobrecarga, e também ganhe força para controlar os micro movimentos que causam e agravam a hérnia.

12. Pilates na Melhora do Padrão Respiratório

Os exercícios aumentam o volume de oxigênio por meio do trabalho do diafragma. E também o aumento do volume da expiração. Ou seja, aumenta tanto a capacidade de inspirar, como a capacidade de expirar. Todas as pessoas que praticam o método trabalham os músculos com maior aporte de oxigênio, isso tem o grande benefício para o metabolismo celular, diminuindo a acidose metabólica e as câimbras. Logo, o músculo submetido a exercícios de Pilates é mais resistente a fadigas e consequentemente menor índice de lesão, e menor índice de dor durante os exercícios. A prática do método Pilates fortalece o músculo do diafragma melhorando várias disfunções respiratórias, como bronquite crônica, enfisema pulmonar e asma.

Como diria seu criador Joseph Humbert Pilates: “Eu devo estar certo. Nunca tomei uma aspirina, nunca perdi um dia em minha vida. O País inteiro, o mundo inteiro deveria fazer meus exercícios. Eles seriam mais felizes.”

Leia Também

Pilates ajuda músculos a permanecerem jovens

Pilates ajuda músculos a permanecerem jovens

Pilates clássico X contemporâneo: qual é o melhor?

Pilates clássico X contemporâneo: qual é o melhor?

4 exercícios de pilates para fazer em casa

4 exercícios de pilates para fazer em casa

Como o pilates pode aliviar a sua TPM

Como o pilates pode aliviar a sua TPM

Os 10 maiores benefícios do pilates

Os 10 maiores benefícios do pilates

Curta nossa página

Siga no Pinterest