Saúde

Mindful eating na prática: como comer consciente?

6 de novembro de 2018
Mindful eating na prática: como comer consciente?

Entenda o que é mindful eating e mude sua relação com os alimentos por meio da conscientização

Você já sentiu que liga o piloto automático e nem se percebe fazendo as atividades mais simples do dia a dia, como  olhar o celular, comer ou até mesmo conversar com alguém? Pois saiba que esse foco (ou falta dele) é estudado no conceito de Mindfulness.

Segundo o biólogo e professor da Universidade de Massachusetts, nos EUA, Jon Kabat-Zinn, “mindfulness” – ou atenção plena – é um termo que tem sido bastante difundido nos dias de hoje como a capacidade de trazer  a  atenção  ao  momento  presente,  sem  julgamentos  ou  críticas,  com  uma  atitude  de  abertura  e  curiosidade  para  o  que  está  sendo  vivido  no  agora.Uma vertente deste conceito, o mindful eating surge a partir de pesquisas que apontam benefícios de comer com atenção plena para a saúde física, mental e emocional, entre eles o controle das dores crônicas, do estresse, da ansiedade e da depressão, além de ser uma ferramenta ao tratamento da obesidade, por exemplo. “O treinamento voltado para consciência de comer tem a intenção de promover uma maior percepção para questões fisiológicas e emocionais relacionadas à  alimentação,  como  a  fome,  a  saciedade,  a degustação, a satisfação e até mesmo para identificar com mais facilidade os gatilhos emocionais do comer”, explica a nutricionista Bianca Naves, da clínica NutriOffice.

Este conceito vem sendo estudado na área de Nutrição como uma forma de cultivar o equilíbrio e minimizar sentimentos negativos, como o de culpa, enquanto desfrutamos de um prato de comida ou de uma bebida saborosa.”Mindful  eating é sobre sentir prazer com a alimentação, entender a diferença entre fome e saciedade, e valorizar as diversas experiências que a comida nos proporciona. É sobre notar a cor, a textura, o sabor, os aromas e tudo isso em um tempo destinado apenas para esta experiência sensorial,  conectando estímulos do alimento aos sentimentos”, salienta a nutricionista.

A prática não se refere apenas à dieta, mas sim a um plano alimentar em que a base é entender quando e como comer, colocando a atenção nas sensações proporcionadas por cada alimento ou bebida e sem se  envolver  em  outras atividades ao mesmo tempo. Bianca Naves explica, ainda, que é “basicamente entrar em contato com todas as sensações que o alimento pode nos proporcionar, usando todos os nossos estímulos de sentidos, unidos ao controle natural da alimentação”.

 

Aprenda o mindful eating

Que tal fazer uma experiência para incluir este conceito no seu dia a dia? A nutricionista explica que uma forma simples de começar é apreciando com atenção uma xícara de chá quente para relaxar ao final do dia, já que a bebida tem um  ritual de preparo fácil e ao mesmo tempo simbólico. 

Veja como neste passo a passo a seguir:

– Procure um lugar silencioso para preparar e tomar sua xícara de chá; 

– Escolha uma xícara que te agrade visualmente e que seja branca ou transparente de preferência, para observar a transformação das ervas dentro da água;

– Coloque a água fresca em uma caneca, leve ao fogo e aguarde com tranquilidade as bolhas sendo formadas ao levantar fervura – tente ouvir o som das bolhas ou perceber o vapor saindo; 

– Despeje a água quente sobre  as  ervas frescas ou o sachê até completar a xícara, observe o líquido ganhando uma nova cor e prepare-se para os incríveis aromas que surgirão;

– Respire profundamente enquanto aguarda o tempo de infusão adequado, aproveite para aguçar o paladar e procure admirar a bebida como se fosse provar pela primeira vez;

– Uma dica é usufruir deste momento para aquecer as mãos enquanto aguarda ficar na temperatura ideal para o consumo (tome cuidado para não se  queimar)  e procure  notar  algo novo sobre a cor ou a textura;

– Intercale cada gole com respirações profundas e atenção ao momento presente. Enquanto degusta a bebida, opte por fechar levemente os olhos inspirando lentamente e permita-se apreciar todo o aroma proveniente das ervas do chá;

– Mantenha a mente tranquila e procure se focar no momento presente e nas diferentes sensações até esvaziar a xícara completamente. 

“Ao saborear conscientemente essa bebida rica em sentidos você irá perceber muitas outras nuances de aromas,  sabores  e  cores  que  um  chá  nos  proporciona,  o  que quase não percebemos quando fazemos outra atividade junto”, finaliza a nutricionista. 

 

 

Curta nossa página

Siga no Pinterest