Saúde

Que tal começar a correr em 2019?

28 de dezembro de 2018
Que tal começar a correr em 2019?

Veja algumas dicas para começar a correr em 2019 e aproveitar os benefícios para a saúde da modalidade

Correr é bom. É saudável, é gostoso, emagrece muito, alivia o estresse, fortalece, melhora o condicionamento físico, possibilita a ampliação do círculo social, ameniza a TPM, deixa o coração mais forte, ufa!

São tantos benefícios que fica difícil arrumar desculpa para não correr, né? Que tal aproveitar que 2019 ainda está no comecinho e apostar na corrida para viver melhor e de maneira mais saudável? Afinal, o seu Projeto Verão começa nas estações anteriores.

Para te ajudar nessa tarefa, a educadora física da Smart Fit, Misiane de Ávila, dá algumas dicas. “Como todo início de atividade física, o treino deve acontecer de forma gradual e sadia. Seu corpo precisa se adaptar a essa nova rotina e aos poucos criar condições para que a corrida se torne mais intensa e rotineira”, explica ela.

Como começar a correr?

Ela sugere que você inicie alternando caminhadas com picos de corrida. “Faça um treino de 30 minutos, intercalando 3 minutos de caminhada e 1 minuto de velocidade moderada ou até mesmo um trote. Essa prática evita lesões e condiciona o corpo para a corrida mais rápida futuramente”. O aumento da intensidade deve ocorrer quando o praticante se sentir confortável e o corpo não estiver exigindo muito esforço”.

A partir daí é possível estabelecer novos desafios a cada semana, diminuindo o tempo de caminhada e aumentando o de corrida, até o momento em que o corpo estará apto a correr longas distâncias.

Como correr?

“Para os iniciantes é recomendado focar mais nos minutos do que na quilometragem, pois ao prestar atenção na distância o corredor tende a forçar o corpo para completar a meta e dessa forma atrapalha o treinamento.

Ou seja, tenha um objetivo de tempo, até pela variação de intensidade que você terá no início”, recomenda a professora da Smart Fit.Comece treinando 3 vezes por semana. Segundo Misiane, o corpo precisa descansar para que o músculo se recupere. Ela alerta para atenção a dores que não são comuns. “A dor muscular é normal, principalmente nos membros inferiores como coxas e panturrilhas, mas se for algo que não passe ou piore é importante não exagerar no treino e ficar atento a alguma possível lesão. Os joelhos e tornozelos são as articulações mais trabalhadas na corrida, devido ao impacto que gera”, explica Misiane.

A especialista indica aliar o treino com exercícios de fortalecimento dos membros inferiores, como a musculação.

Dicas para correr melhor:

  • – Use roupas confortáveis e um tênis adequado para corrida e para o seu tipo de pisada;
  • – Hidrate-se ao longo do treino, pois o gasto calórico é alto e o corpo perde muita água;
  • – Cuide sempre a postura durante a corrida;
  • – Mantenha o tronco ereto, braços flexionados em 90°, mãos relaxadas e olhe sempre para frente;
  • – Procure escolher horários com temperatura mais amenas para a prática do exercício. Pela manhã, fim da tarde ou à noite, assim o calor não atrapalhará;
  • – Alimente-se corretamente. O corpo precisa de energia para qualquer exercício físico.

Lembre-se, na corrida é necessário ter paciência. Se você está iniciando, não queira já começar a correr como um atleta. Siga os primeiros passos, dê tempo para o seu corpo se adaptar e logo perceber a evolução e já estará correndo de fato. “Correr deve ser algo prazeroso! O importante é se divertir com saúde”, finaliza Misiane.

 

Curta nossa página

Siga no Pinterest