Saúde

A melhor meta é não ter meta nenhuma?

Atualizado em 15 de fevereiro de 2019
A melhor meta é não ter meta nenhuma?

Especialistas falam sobre metas, frustração e como lidar e ter sucesso com a sensação de mudança que o ano novo trás

Início de ano é época de reflexão, ponderação e de traças novos caminhos e metas – muitas metas. Mas será que isso é realmente o melhor?
É claro que ter um norte pode ser benéfico, mas buscar muitos objetivos pode acabar sendo uma fonte de frustração. Afinal, alcançar a meta nos faz querer dobrar a meta, mas a sensação de falha pode ser estagnante.

Aprendendo com o passado

Segundo a Dra. Cristiane Romano, criadora da metodologia Coaching Communication, o primeiro movimento necessário é aprender com o passado. Entenda que, se em 12 meses você não realizou seu sonho, você não o realizará em janeiro. Não que isso seja impossível, mas é necessário repensar e fazer algumas perguntas de reflexão, como “O que me impediu de realizar meus sonhos e minhas metas?”, “O que posso fazer diferente que irá me ajudar a realizar o que desejo?”.

LEIA TAMBÉM: 7 hábitos de amor próprio para cultivar em 2019

Como ter sucesso com ou sem metas?

Esse descanso período é ótimo para analisar se a sensação é de “dever cumprido” ou de “insucesso”, segundo Ana Cruz é gerente de comunicação da Thomas Case & Associados.

“Se for o caso negativo, é preciso identificar as justificativas: o que não foi feito? Onde a direção foi desviada? Valeu a pena pegar este atalho? Em que melhorou sua carreira? O que aprendeu? Quais são as suas prioridades? As metas traçadas foram cumpridas? Responder essas questões é importante para identificar as novas prioridades para seguir em frente”, diz.

Por isso Ana Cruz dá algumas dicas para quem quer acertar na meta e realmente melhorar a vida em 2019:

  1. Não trace muitas metas para este ano
    Identifique o que de verdade importa. Trocar de emprego? Pedir uma promoção? Buscar trabalhabilidade? Mudar de segmento? Abrir um negócio próprio? Fazer uma especialização? Uma viagem internacional? Tirar um período sabático? Comprar uma casa ou um carro? Pequenos prazeres e realizações diárias definem quem é você.
  2. Respeite seus limites
    Não queira fazer tudo ao mesmo tempo, já que você corre o risco de deixar pela metade – ou pior – não realizar os projetos como gostaria, o que pode ocasionar um próximo fim de ano cheio de frustrações.

    LEIA TAMBÉM: Quer motivar alguém? Não dê conselhos, peça

  3. Tenha estratégia
    Mas, se preferir traçar suas metas, faça isso estrategicamente – com direito a prazos, cronograma, análise de custos, logística e tudo o mais, pois é assim que elas se concretizam.
  4. Saiba aonde quer chegar
    Três ressalvas no meu ponto de vista devem ser mantidas sempre, independentemente de os planos mudarem ou não: foco, valores e planejamento. Saiba onde quer chegar e também onde não quer; respeite seus interesses, reais convicções e não despreze boas influências externas. O tempo passa rápido demais e planejamento correto ajuda a não o desperdiçar.

Leia Também

Pesquisa associa ingrediente de produtos de higiene a osteoporose

Pesquisa associa ingrediente de produtos de higiene a osteoporose

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

É possível ser viciado em comida?

É possível ser viciado em comida?

Anda dormindo mal? Sua dieta pode ser culpada

Anda dormindo mal? Sua dieta pode ser culpada

25 formas simples de adotar um estilo de vida saudável

25 formas simples de adotar um estilo de vida saudável

Curta nossa página

Siga no Pinterest