Saúde

As 3 melhores cidades do mundo para quem ama corrida

29 de janeiro de 2019
As 3 melhores cidades do mundo para quem ama corrida

Conheça as melhores cidades para correr e alie duas delícias da vida: viajar e praticar exercícios

A vida vale mais a pena quando a gente viaja. “Viajar é trocar a roupa da alma”, disse o poeta Mário Quintana. E se for possível aliar duas paixões como corrida e viagens, tudo pode ficar ainda melhor.

Veja as dicas do site Travel Supermarket sobre as 3 melhores cidades do mundo para corredores apaixonados e viajantes ávidos.

Nova York

A vista é incrível, mas o trânsito maluco de Nova York faz com que correr na rua não seja tão boa ideia. Mas existe um oásis no meio disso tudo – o Central Park – não há nada como ver o sol matinal banhar o horizonte de Manhattan enquanto atravessa este espaço verde icônico.

A rota mais longa é na Park Drive. Existem faixas separadas para corredores e ciclistas, e estas também são subdivididas novamente pela direção em que você está correndo, por isso não há desculpa para colisões. Mas o Central Park não é a única opção.

No West Side, vápara o Hudson River Greenway e corra com vista para a margem de New Jersey para um lado e para os outros arranha-céus da cidade. O caminho pavimentado contorna a borda oeste da ilha de Manhattan, do Bronx até o Battery Park, com pontos de acesso regulares ao longo de seus 11 quilômetros de extensão.

Se você está no LowerEastSide, corra até o Brooklyn, A ponte de Williamsburg será a sua melhor opção – geralmente é menos propensa ao tráfego de turistas que a Manhattan ou a Brooklyn Bridge. Não muito longa, oferece uma corrida agradável, então você terá muita energia para explorar Williamsburg, o bairro mais descolado de Nova York.

Amsterdã

Após sediar o Campeonato Europeu de Atletismo, a cidade lançou quatro novas rotas de corrida ininterruptas para que você possa correr pela cidade. Estes são marcados com sinais de prata e marcadores de distância, e podem ser encontrados nas docas antigas em Marineterrein, e em Flevopark, Martin Luther King Park e Westerpark. O último, embora central, é menos lotado de turistas do que alguns dos outros parques da cidade, e tem estações de treino externas espalhadas por ele, para que você possa fazer algum treinamento de força também. Quer uma corrida mais longa? Tente correr ao longo do Rio Amstel

Reykjavík

A Islândia não parece um destino óbvio para corrida.Aqueles que visitam Reykjavik no inverno para ver as luzes do norte e as cachoeiras, gêiseres e paisagens do Círculo Dourado em toda a sua glória congelada precisarão ser corredores comprometidos e com o equipamento certo para continuar correndo, mas nos meses de verão, quando o os dias são longos, o ar fresco e as temperaturas mais quentes, as condições são quase perfeitas.

Ao contrário de muitas cidades, os parques de Reykjavik são realmente muito pequenos para serem bons locais de corrida. Felizmente, os caminhos costeiros para o norte e sul da cidade são fantásticos lugares para praticar corrida – você pode conectar os dois e executar um circuito de 17 km ao redor da parte antiga de Reykjavik com vistas deslumbrantes do oceano.

Mesmo no centro da cidade, os caminhos não são muito cheios e essas duas opções de rota de cinco e dez quilômetros permitem uma corrida turística real, passando pela colorida sala de concertos Harpa de vidro, pela escultura Solfar de um barco viking e pela torre de Hallgrimskirkja. , a estrutura mais alta da Islândia. Na fronteira da cidade, a Reserva Natural Heiðmörk tem 18 quilômetros de caminhos de cascalho através de belas florestas.

Curta nossa página

Siga no Pinterest