Saúde

Endometriose: quem é essa inimiga da mulher?

Atualizado em 10 de setembro de 2015
Endometriose: quem é essa inimiga da mulher?

Doença acomete uma a cada seis mulheres no Brasil. Conheça sintomas e agravantes

A endometriose acomete mais de seis milhões de mulheres no Brasil. Uma em cada dez mulheres em idade reprodutiva tem endometriose, que nada mais é do que o crescimento fora do útero de um tecido que normalmente reveste o útero, o endométrio.

De acordo com Suely Resende, especialista em Medicina Reprodutiva e diretora do Fertility Medical Center, ainda há controvérsias sobre o papel da endometriose na infertilidade. “Entre 30% e 50% das mulheres inférteis têm endometriose. Quando mínima ou leve, a endometriose pode prejudicar a função ovariana, peritoneal, tubas uterinas e endométrio, levando a uma fertilização ou implantação defeituosas. Já quando a doença é moderada ou grave, pode provocar a infertilidade ou redução nas taxas de gravidez quando comparadas com mulheres com endometriose em estágio inicial”.

A especialista alerta, também, para a possibilidade de a endometriose levar a um esgotamento prematuro da quantidade de folículos ovarianos, embora a intensidade da dor não esteja diretamente ligada à maior ou menor probabilidade de a paciente enfrentar problemas para engravidar.

Apesar de existirem evidências que demonstram associação entre a doença e a infertilidade, uma relação de causa e efeito ainda não foi estabelecida. Questões como qual o melhor tratamento para infertilidade associada à endometriose ou se a doença realmente apresenta relevância quando o principal sintoma é a infertilidade, ainda são discutidas, segundo o Centro de Endometriose de São Paulo.

Recentemente, pesquisadores da Universidade de Adelaide (Austrália) concluíram que há relação entre a doença e o contato com fluido seminal. “Estudos de laboratório comprovaram que o sêmen agrava ainda mais as lesões de endometriose. Ainda não sabemos como prevenir ou tratar a doença. Entretanto, quanto mais informações sobre seus mecanismos, mais descobrimos sobre o que agrava a endometriose e conseguimos agir no sentido de conter sua progressão”, diz a professora Louise Hull.

Conheça os sintomas da endometriose:

 

  • • Cólica menstrual
  • • Infertilidade
  • • Dor na relação sexual, descrita na profundidade da vagina (no fundo da vagina)
  • • Alterações no intestino na época da menstruação, em casos de endometriose que envolve a região (apresentando sintomas como diarreia, intestino preso, sangramento anal)
  • • Alterações na bexiga e vias urinárias na época da menstruação, em casos de endometriose que envolve o aparelho urinário (percebidas pelo aumento no volume das micções, dor ao urinar ou sangramento na urina, por exemplo)
  • • Dor contínua, independente da menstruação, principalmente em casos de endometriose mais avançada, com grande quantidade de aderências nos órgãos pélvicos.

Leia Também

O que pode ser reciclado e o que não pode?

O que pode ser reciclado e o que não pode?

Por quanto tempo o vírus da gripe pode sobreviver nas superfícies?

Por quanto tempo o vírus da gripe pode sobreviver nas superfícies?

Celulite: conheça a doença que nada tem a ver com estética

Celulite: conheça a doença que nada tem a ver com estética

O que determina a necessidade de uma cesária no parto?

O que determina a necessidade de uma cesária no parto?

Aprenda a controlar a raiva em 10 passos simples

Aprenda a controlar a raiva em 10 passos simples

Curta nossa página

Siga no Pinterest