Saúde

Pílula do exercício está em desenvolvimento

10 de outubro de 2015
Pílula do exercício está em desenvolvimento

Avaliação de oito drogas em fase de teste observa a ação metabólica relacionada a atividade física

 

Publicada pela revista “Trends in Pharmacological Sciences”, a avaliação de oito drogas em fase de teste em animais observa a ação metabólica relacionada a atividade física. O farmacólogo Ismael Laher, da Universidade da Colúmbia Britânica (Canadá) comenta que as moléculas alvo que imitam os benefício de exercício físico sem uma atividade muscular. “O sedentarismo é um gatilho para doenças crônicas como a obesidade, diabete e doenças cardiovasculares”, diz Jaime Garcia Dias.

A indústria farmacêutica e centros universitários investem nessas drogas. A fórmula da empresa GlaxoSmithKline, a GSK4716, parece possuir a capacidade de reestruturar as fibras musculares e aumentar a produção de mitocôndrias que são estrutura intracelulares geradores de energia.

Já o GW501616 criado pelo Instituto Salk, melhorou o desempenho da resistência em camundongos com o acréscimo do benefício metabólico. A Universidade Harvard desenvolveu a irisina, um fármaco que modifica a eficiência do organismo em consumir energia. Todos esses elementos abordam partes dos benefícios fisiológico e bioquímico da atividade física, mas não a vantagem como um todo, mas a combinação de vários princípios ativos, pode vislumbrar para a completa substituição.

Isso seria um ganho para aqueles que possuem algum tipo de limitação que impede de praticar um exercício físico. A exemplos daqueles que sofreram de AVC, fratura e lesão na medula espinhal e limitações físicas, benesses desse provável remédio pode diminuir doenças ligados à inatividade, dentre eles o diabete. Assim, a qualidade de vida desses pacientes podem melhorar com essa novidade, explica o médico Jaime Garcia Dias.

Mas mesmo com avanços das pesquisas, ainda demorará para que a pílula milagrosa chegue às prateleiras das farmácia. Mesmo assim, ainda existem muitas variantes que melhoram a qualidade de vida de uma pessoa e que estão atreladas diretamente à práticade exercícios físicos: além da perda do peso, o aumento do colesterol bom, o ciclo circadiano que está relacionado na qualidade do sono, a regulação endócrina pelos hormônios até o rendimento sexual.

Curta nossa página

Siga no Pinterest