Fitness

Atividade física pode ajustar e regular nosso relógio biológico

Atualizado em 20 de fevereiro de 2020
Atividade física pode ajustar e regular nosso relógio biológico

Estudo busca encontrar os melhores horários de exercício para ajustar com mais precisão o relógio biológico

Todo mundo precisa dormir, mas isso não significa que é igualmente fácil para todos – especialmente quando seu ciclo de sono natural é interrompido, desrespeitando seu relógio biológico.

Uma nova pesquisa, no entanto, oferece esperança para as pessoas que buscam se adaptar mais facilmente à hora de dormir forçada, através de atividades físicas.

O professor de Enfermagem e Inovação em Saúde da Arizona State University, Shawn Youngstedt e seus co-autores Jeffrey Elliott e Daniel Kripke, queriam expandir pesquisas anteriores que mostraram que o exercício pode causar mudanças no relógio biológico ou no ritmo circadiano.

Assim, o estudo deles, delineado em um artigo publicado no Journal of Physiology, procurou descobrir a hora do dia em que você deveria se exercitar para o ajuste desejado.

Os resultados encontrados foram:

  • Exercício às 7h ou entre 13h e 16h: adiantou o relógio biológico, o que ajudaria as pessoas a começarem as atividades mais cedo no dia seguinte. Isso, eventualmente, as levaria a acordar mais cedo.
  • Exercício entre 19h e 22h: atrasou o relógio biológico, o que ajudaria as pessoas a trabalhar e atingir seu desempenho máximo mais tarde no dia seguinte.
  • O exercício entre 1h e 4h ou às 10h da manhã: teve pouco efeito no relógio biológico.

Disruptores do organismo

Segundo Youngstetd, o trabalho por turnos e jet lag são disruptores do relógio biológico. Ter uma luz acesa e até mesmo uma luz de celular à noite pode atrasar o organismo, tornando inegavelmente mais difícil levantar de manhã.

Em um curto prazo, esses disruptores frequentemente levam a distúrbios do sono, humor e de alerta, aumentando o risco de acidentes.O jet lag todavia, costuma levar a problemas de digestão. O trabalho por turnos está associado a um alto risco de câncer e doenças cardiovasculares, depressão, diabetes e obesidade.

Segundo o pesquisador, isso é um grande problema social. Ele explica que cerca de 20% da população mundial são trabalhadores por turnos e milhões de passageiros aéreos sofrem com o jet lag anualmente.

Ele também afirma que jet lag social, que está associado a dormir mais tarde nos fins de semana, também parece estar se tornando mais prevalente.

A fase de sono tardia é particularmente comum em adolescentes e adultos jovens, e geralmente leva à perda de sono durante a semana.

Estas situações que desregulam o relógio biológico causam problemas em curto e longo prazo, e devem ser mudados pensando na melhor qualidade de vida.

Leia Também

Smartphones podem causar problemas de saúde

Smartphones podem causar problemas de saúde

Atividade física na medida certa: limite é essencial

Atividade física na medida certa: limite é essencial

Exercícios educativos no treinamento para corrida

Exercícios educativos no treinamento para corrida

Curta nossa página

Siga no Pinterest