Alimentação

Quer engravidar? Conheça a dieta da fertilidade

Atualizado em 28 de fevereiro de 2019
Quer engravidar? Conheça a dieta da fertilidade

Além de ajudar a aumentar as chances de concepção, ela também ajuda a perder o peso extra

A dieta da fertilidade não é nova; na verdade, é baseada em um estudo que envolveu quase 18.000 mulheres e teve início em 1991.

Embora The Fertility Diet, o livro consequente desse estudo, tenha sido escrito há mais de 10 anos, o co-autor Jorge Chavarro, professor associado de nutrição e epidemiologia em Harvard, diz que a maioria das suas recomendações ainda faz sentido hoje.

Ele também diz que, com algumas exceções, seguir esse tipo de plano alimentar é saudável para qualquer pessoa, não apenas para quem quer um bebezinho.

Quais alimentos podem te ajudar a engravidar?

Nos anos 90, o Dr. Chavarro e seus colegas já sabiam que o excesso de peso poderia reduzir as chances de uma mulher engravidar. Mas eles também queriam saber se a nutrição desempenhava um papel adicional na fertilidade, independentemente do peso corporal.

O que descobriram é que, com poucas exceções, as mesmas coisas que seriam recomendadas para a prevenção de doenças cardiovasculares, longevidade geral ou para uma alimentação saudável se sobrepõem ao que faria parte de uma dieta que evita fatores de risco para infertilidade.

Portanto, uma dieta rica em gorduras saudáveis, grãos integrais e proteínas vegetais pode ajudar a melhorar o suprimento de óvulos de uma mulher – o que poderia ajudá-la a ovular mais regularmente e engravidar mais facilmente. Esses alimentos também podem ajudar a regular os níveis de glicose e insulina no sangue, que desempenham um papel na ovulação também.

Por outro lado, o consumo de muitas gorduras saturadas, carboidratos refinados, refrigerantes açucarados e carne vermelha tem sido associado à diminuição da oferta de ovos e mais dificuldade de conceber, de acordo com o livro.

A importância do ácido fólico

O ácido fólico é um suplemento bastante usado quando as mulheres já estão grávidas, para assegurar um bebê saudável. Mas os pesquisadores apontaram – e pesquisas posteriores apoiam a ideia – que altas doses de ácido fólico estão associadas a uma maior probabilidade de gravidez saudável.

O ácido fólico é um fator muito importante na prevenção da infertilidade, em níveis ainda mais elevados do que o que recomendamos para a prevenção de defeitos congênitos. Verduras, frutas e nozes são ricos em folato (a forma de ácido fólico que ocorre naturalmente nos alimentos), mas tomar um multivitamínico com 400 microgramas de ácido fólico também pode garantir que você está recebendo níveis adequados.

Seguir esta dieta não garante que uma mulher engravide, mas pesquisas mostram que essas medidas podem ser úteis, mesmo com condições como síndrome dos ovários policísticos, miomas ou pólipos uterinos ou endometriose.

O estudo não foi projetado para abordar problemas de fertilidade masculina e, portanto, não contempla essas possibilidades, mas uma vida saudável com certeza pode facilitar a vida em outros aspectos, inclusive na concepção de um bebê, mesmo porque a obesidade também afeta a fertilidade dos homens.

Fonte: Health Magazine

Leia Também

Pesquisa associa ingrediente de produtos de higiene a osteoporose

Pesquisa associa ingrediente de produtos de higiene a osteoporose

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

Grupo de mulheres cria “Google” para saúde feminina

Como livrar-se do mau hálito causado pelas dietas lowcarb

Como livrar-se do mau hálito causado pelas dietas lowcarb

5 maneiras de controlar o apetite exagerado

5 maneiras de controlar o apetite exagerado

É possível ser viciado em comida?

É possível ser viciado em comida?

Curta nossa página

Siga no Pinterest