Relacionamento

Quais doenças você pode ou não pegar durante o beijo?

Atualizado em 10 de maio de 2019
Quais doenças você pode ou não pegar durante o beijo?

Beijar é gostoso mas pode ser perigoso. Conheça as doenças do beijo

Beijar muuuuuuuuuuuuuuito parece ser o lema de várias pessoas. Mas como quantidade não é qualidade, atente para as doenças que podem ser causadas por tanta beijação.

Herpes

A Herpes bucal (HSV-1) é uma doença simples, mas incurável. Cerca de dois terços da população mundial com menos de 50 anos tem herpes simplex 1 (HSV-1), que é conhecido como o tipo oral de herpes, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

Se você estiver beijando alguém com lesões na boca (qualquer uma, mesmo a quase imperceptíveis) as membranas mucosas tornam o herpes mais fácil de transmitir. Então, se alguém que você está beijando tem HSV-1, você pode pegar. Inclusive no sexo oral.

Sífilis

A sífilis é uma condição altamente infecciosa e uma de suas características é o desenvolvimento de feridas na boca. As feridas tornam a sífilis transmissível através do beijo. O beijo não é a maneira mais comum de transmitir sífilis – o sexo oral, anal e vaginal ainda é mais alto. Mas as taxas de sífilis estão atualmente aumentando, portanto, cuidado.

Meningite

Algumas meningites são causadas por bactérias, enquanto outras surgem por causa de vírus (incluindo o vírus do herpes). O contato próximo com uma pessoa que tem meningite viral pode resultar em contaminação, mas é improvável que ele se transforme em meningite.

A meningite bacteriana é geralmente o tipo associado a surtos porque as bactérias podem se espalhar através de contato próximo, incluindo beijos, mas ao contrário da variedade viral, a bactéria é mais propensa a causar meningite no hospedeiro. Os sintomas incluem torcicolo, febre e dor de cabeça.

Mononucleose infecciosa

Ah, a chamada “doença do beijo”! Ele definitivamente merece seu apelido, porque é causada por um vírus facilmente transmitido através do beijo. Um de seus sinais é fadiga intensa, embora outros incluam dor de garganta e inchaço dos gânglios linfáticos. Segundo a Clínica Mayo, “o tratamento envolve principalmente repouso, boa nutrição e ingestão de muitos líquidos.

Gengivite

Beijar não envolve apenas a troca de saliva – embora, por mais que isso não pareça engraçado quando você não está realmente fazendo isso – também inclui a troca de bactérias com a outra pessoa. Dependendo de ambos os seus hábitos de saúde bucal, essa bactéria pode causar gengivite.

Gripes e resfriados

É claro que a troca de secreções com outra pessoa que esteja gripada ou resfriada pode resultar no mesmo para quem a beijou.

O que (provavelmente) não pega?

Embora as chances de passar infecções como gonorréia, clamídia e HIV através da saliva não valham a pena se preocupar, isso muda se um de vocês tiver um corte ou dor na boca. Toda vez que há uma ferida aberta e / ou presença de sangue, teoricamente uma infecção pode ser transmitida por via oral.

Por isso, mesmo que seja improvável, não é impossível, então beije com critério e brinque o Carnaval com segurança. Ah, e use camisinha!

Leia Também

7 dicas para aumentar a libido e aproveitar o sexo

7 dicas para aumentar a libido e aproveitar o sexo

O que seu batom preferido diz sobre você?

O que seu batom preferido diz sobre você?

4 alimentos afrodisíacos para apimentar a relação

4 alimentos afrodisíacos para apimentar a relação

Curta nossa página

Siga no Pinterest