Saúde

Entenda a importância do check-up aos 30 anos

Atualizado em 14 de março de 2019
Entenda a importância do check-up aos 30 anos

Cardiologista do HCor alerta para a importância da realização do primeiro check-up aos 30 anos

A chegada dos 30 anos é um marco na vida de homens e mulheres. E assim o é também para o nosso organismo. “Quem não faz nenhum acompanhamento médico, não deve passar dos 30 anos sem realizar o primeiro check-up, principalmente para aqueles que possuem histórico familiar”, alerta Dr. César Jardim, cardiologista e responsável pelo Clinic Check-up do HCor (Hospital do Coração).

Isso porque a partir dos 30 anos a maior parte das mulheres e dos homens encontra-se num ciclo de vida diferente dos anteriores. Novas relações sociais, interesses, ambições, trabalho, busca pela estabilidade. É também quando surgem, embora nem sempre perceptíveis, sinais de desgaste e degeneração no organismo, que costumam ser agravados pelo estresse resultante das complexidades deste ciclo de vida.

“Na ausência de problemas de saúde que exijam atenção médica periódica e específica, estes pacientes devem fazer o check-up de forma mais precoce para avaliação. Já para as mulheres, caso haja o plano de engravidar, deve ser acrescentado o check-up prévio à gestação”, pondera o cardiologista do HCor.

Aproximadamente 30% das mortes no Brasil e no mundo são causadas por problemas cardiovasculares, que podem evoluir silenciosamente. Através destes exames, é possível analisar e eventualmente tratar alguma patologia antes das complicações.

Quando o primeiro sintoma aparece, a doença pode estar em estágios avançados e difíceis de serem tratados. As doenças cardiovasculares, por exemplo, são quase sempre assintomáticas e podem matar já na primeira manifestação, como infarto ou AVC (acidente vascular cerebral). Não é por acaso que elas representam a principal causa de morte no país.

De acordo com o cardiologista do HCor, o check-up é uma avaliação da saúde do indivíduo de acordo com o sexo, idade e a relação dele com hábitos, antecedentes e características individuais, familiares, ambientais e profissionais. “Trata-se de uma avaliação médica ampla, que pressupõe a abordagem dos diversos aspectos da saúde física do paciente nas diferentes etapas da vida”, esclarece Dr. Jardim.

Leia Também

Por que emagrecer vai muito além de treino?

Por que emagrecer vai muito além de treino?

7 recados que as suas espinhas dão sobre sua saúde

7 recados que as suas espinhas dão sobre sua saúde

Alimentos com baixo índice glicêmico emagrecem e controlam o diabetes

Alimentos com baixo índice glicêmico emagrecem e controlam o diabetes

Dismorfia corporal: entenda o transtorno de distorção da imagem

Dismorfia corporal: entenda o transtorno de distorção da imagem

Como dar uma forcinha para o metabolismo?

Como dar uma forcinha para o metabolismo?

Curta nossa página

Siga no Pinterest