A maioria das pessoas que vive em grandes cidades, em algum momento, já se pegou desejando que o dia tivesse mais horas para que pudesse realizar todas as tarefas da agenda.

Vivemos em uma época em que o tempo é um dos bens mais valiosos em nossa sociedade e saber administrá-lo corretamente para gerar produtividade traz benefícios tanto para a vida pessoal quanto profissional.

Para Gaya Machado, Coach especialista em Desenvolvimento Humano, todos temos as mesmas 24 horas diariamente e, apesar de vivermos em um momento da história em que somos cada vez mais exigidos por tarefas pessoais e profissionais, é possível, através de conceitos muito simples de serem aplicados no dia a dia, utilizarmos nosso tempo de maneira adequada e obtermos melhores resultados e mais qualidade de vida.

Segundo a especialista, o maior inimigo da organização do tempo é a falta de planejamento: “Quando você não organiza suas tarefas e não planeja qual a sequência que elas devem ser executadas, tem uma grande chance de inverter as ordens de prioridade, se dispersar com coisas desnecessárias e deixar de lado o que de fato é importante. Quem desenvolve o hábito de se planejar é muito mais produtivo na vida profissional e ainda consegue dedicar tempo para a vida pessoal, algo cada vez mais raro nos dias de hoje”, afirma.

Ela traz cinco dicas de estratégias simples e poderosas que fazem parte do programa e podem potencializar resultados tanto na vida pessoal, quanto profissional, para quem deseja organizar seu tempo e fazer o relógio trabalhar a seu favor:

Faça uma análise dos seus hábitos

Você é seu melhor observador. Avalie-se por uma semana de trabalho estando atento aos seus horários, ao que você gosta de fazer e ao que não gosta e, por isso mesmo, acaba adiando. Perceba quanto tempo você perde com distrações como redes sociais, por exemplo. Contabilize tudo e você irá perceber que, com simples intervenções em sua rotina será possível ganhar tempo extra para você fazer o que ama.

Use a rotina a seu favor

Organização está diretamente relacionada com planejamento. Desenvolva o hábito de criar uma rotina simples que te permita desempenhar suas atividades de forma mais assertiva e eficaz. Fazer uma lista das atividades que precisam ser desempenhadas ao longo da semana, rever a agenda antes de assumir novos compromissos e sair com antecedência para evitar atrasos, por exemplo, potencializam seus resultados. Manter uma rotina não tem nada a ver com levar uma vida monótona e repetitiva. Trata-se de seguir uma sequência lógica de atividades que evitem o desperdício de tempo com distrações. Quando você desenvolve um método suas tarefas são cumpridas de forma mais rápida e eficaz.

Tenha em mente os benefícios

Você precisa de mais tempo para fazer o que? Quando você tem um objetivo específico para o tempo economizado, terá ainda mais disciplina e foco para alcançá-lo. Se você quer tempo extra para fazer um curso ou sair com a família, programe-se para ser mais produtivo já pensando no tempo necessário para cada uma destas atividades. Sua motivação certamente potencializará seus resultados.

Determine o que é urgente e o que é importante

Tudo que é importante e não foi feito dentro do prazo se transforma em urgente. Quando uma tarefa se torna urgente, você tem grandes chances de ficar estressado, deixar de lado outras coisas e criar uma sequência interminável de atropelos. Classifique seus compromissos como facultativo, interessante e importante e comece suas atividades pelos importantes, desta forma o que de fato precisa ser realizado será cumprido, sem que precise se tornar urgente.

Planeje sempre

Um ditado popular muito conhecido diz que para quem não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve. Determine seus objetivos e trace um plano de ação e tarefas para alcança-los e tenha disciplina. Quando você sabe exatamente o que precisa fazer, não corre o risco de se concentrar em coisas irrelevantes e deixar de lado o que de fato importa.

Condição pode desencadear diversas outras doenças e atinge mais às mulheres

Um estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou que os transtornos mentais atingem cerca de 700 milhões de pessoas no mundo e contabilizam cerca de 13% de todas as doenças do mundo.

Outra pesquisa feita pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) revelou que pessoas com transtornos mentais, como depressão, ansiedade e estresse, têm de duas a três vezes mais riscos de perder o emprego.

Paralelamente, a organização prevê o surgimento de mais de 160 milhões de casos de doenças relacionadas ao trabalho por ano, ou seja, 2% da população mundial, em média, é acometida, anualmente, por algum tipo de enfermidade devido ao trabalho.

Os transtornos mentais estão entre as doenças que mais causam mortes de trabalhadores, ao lado das doenças que afetam o pulmão, músculos e ossos. Condições ligadas à ansiedade também atingem mais às mulheres do que aos homens, especialmente por causas hormonais.

Seminário fruto da parceria entre o Ganha Quem Perde e a ABQV discute boas práticas de bem-estar corporativo e seus reflexos

(mais…)

Mestre Reiki explica como a técnica pode ser benéfica para diferentes tratamentos

(mais…)

{loadposition tab4}

Nós do Ganha Quem Perde queremos promover e disseminar práticas saudáveis, bem estar e um estilo de vida mais leve. Para nós, ganha quem perde as amarras do tempo, ganha quem perde hábitos que nos fazem adoecer fisicamente e mentalmente, ganha quem perde a mania de se deixar escravizar pelo relógio, pelo trânsito, pelo espelho, pela balança, pela capa da revista. Ganha quem perde seus preconceitos. Ganha quem perde o medo de mudar não para adequar-se aos padrões, mas porque sabe que saúde começa pela mente, que amor próprio é a consequência de uma jornada de autodescoberta e que o maior troféu para quem ganha é a satisfação de poder viver bem.